MOXK.net Kliniko Blog Feed Blogroll Uso Sobre Mastodon

Cadernos pra canetas tinteiros

A escrita com canetas tinteiro é MARAVILHOSA, isso é ponto pacífico. Entratanto, existe um grande porém para que a assertiva seja verdadeira: a qualidade da escrita depende fundamentalmente do papel utilizado. Diferentemente das canetas esferográgicas que escrevem em praticamente qualquer superfície, as canetas tinteiro liberam um tina à base de água de maneira suave que exige um papel capaz de permitir o livre deslizamento com a adequada absorção.

Já que no Brasil não há tradição de escrita com tinteiros, como na Europa, aqui é difícil achar papeis produzidos especificamente pra esse fim. É possível importar marcas gringas como a francesa Rhodia/Clairefontaine ou a japonesa Tomoe River, mas sai caro demais. A saída é sair testando quais papeis do mercado nacional são "amigaveis" a tinteiros. Já gastei muito dinheiro comprando vários papeis e testando cada um. A ideia da selação abaixo é somar feed-backs de vários hobistas pra ajudar os colegas na seleção certa sem precisar atirar pra todo lado.

Filibook A5 30 folhas

Caderno "ok". Escreve bem com tinteiros, apesar de que as folhas são levemente ásperas, de papel reciclado 80 g/m². O caderno é fininho de capa de cartão flexível. De tanto amulengar esses cadernos eles vão se desfazendo com o tempo. As folhas são presas por grampos. São baratos e parecem baratos também. Comprei um conjunto de 2 cadernos por 20 lulas. É possível encontrar descontos comprando em atacado na Amazon.

Tilibra Sketch Book Sense A5 de 80 folhas

Comprei após a recomendação do Literatus Canetas. Caderno simples, barato, com papel offset de 90 g/m². Escrita agradável com leve fantasma no verso da página. Acredito que o melhor custo benefício, apesar da constução do caderno em sí não ser tão boa. A costura é muito tensa e a cola foi aplicada de qualquer jeito, transbordando para algumas páginas. Passa uma impressão de que se amulengar muito vai soltar o miolo com o tempo. As folhas nas bordas também não estão perfeitamente alinhadas. Paguei 33 lulas numa promoção.

Caderno 'Simind' (?) A5 de 80 folhas

Praticamente a mesma coisa do Tilibra, mas com um acabamento MUITO MELHOR. Ganhei de presente da minha mãe que disse que comprou numa loja de quinquilharias coreanas, bem baratinho (não sei exatamente quanto). Procurei saber dessa marca "Simind" mas não acho nada, deve ser uma marca genérica qualquer. Infelizemente as folhas são pautadas, e ainda por cima com um espaçamento excessivo pro meu gosto. Acho que o papel é o mesmo offset 90 g/m², 'acho' pois o caderno não veio com nenhuma informação no corpo ou embalagem sobre qual o papel utilizado.

Canson Artbook One A5 96 folhas

Aqui tem uma ressalva importante pois o caderno possui um modelo antigo e um modelo novo com diferenças significativas entre si.

Modelo antigo: Acabamento excelente, capa e costura bem feitas mas com um detalhe importante: a costura dessa versão antiga não permite abertura passiva em 180º, aberto em cima da mesa as folhas tendem a fechar sozinhas, é necessário ficar segurando-o aberto. As folhas de papel pólen de 100 g/m² são um tanto ásperas, afinal o papel é feito pra desenho artístico, perfeito pra uso com lápis. Não é o ideal pra tinteiro, a escrita fica sim bastante tatil pois dá pra sentir a ponta da pena batendo tremendo nas microscópicas ranhuras. Se você não se incomodar com isso, tá tranquilo. Me acostumei pois a qualidade geral do caderno me fez ignorar esse detalhe. Paguei algo em torno de 50 reais* , isso há uns 4 anos atrás (*mas não tenho certeza se foi há 04 anos pra definir corretamente a unidade presidencial), por que na verdade esse caderno estava largado há anos aqui e recentemente o peguei novamente para usar como meu diário de 2024. É um caderno que passa uma segurança de que vai durar anos. Minha ideia com ele é também tentar fazer uns desenhos/rabiscos de vez em quando no meio das entradas do diário.

Modelo novo: Me impressionou como essa nova versão que comprei recentemente é diferente da versão que havia comprado há 4 anos. A capa dura é de um material ligeiramente diferente, o acabamento da costura melhorou significamente, permitindo a abertura passiva em 180º sem que as páginas tendam a fechar sozinhas. O lado ruim é que o "upgrade" trouxe folhas ainda mais ásperas, o que pra mim mudou a categoria de escrita "ok" pra escrita desconfortável. Dá até a sensação que estou arrastando a ponta da pena numa lixa (confesso que tenho até medo de estragar as penas). Vou continuar usando-o pela excelente qualidade em relação ao preço, mas com minhas canetas esferográficas ou de gel. Também paguei 50 lulas nele. Uma lástima, fico triste. Mais uma vez a lembrança de que não podemos ter tudo na vida (o caderno perfeito ser também um caderno que escreva bem com tinteiro).

Resumindo: o modelo antigo considero "ok" pra tinteiros, o novo eu desaconselho. A bronca é que os anúncios de venda online não especificam qual versão estão vendendo. Já comprei de anúncios com a foto da versão antiga mas que entregaram a versão nova.

Caderno 'Spiral' A5 80 folhas

O caderno estilo moleskine vendido na Kalunga. Escrevi a primeira vez e achei muito bom pra tinteiros, então fiquei usando... A surpresa: com o tempo parece que a tinta foi reagindo com a umidade do ar e foi apagando até ficar bem clarinha. Não recomendo apesar da boa impressão inicial.

Links



Comente isto por email para webmaster@moxk.net
MOXK.net © 2019-2999 por Filipe em CC BY-SA 4.0
Valid XHTML 1.0 Transitional